Um Simples Detalhe é o Que Faz a Diferença !

Injeção Eletrônica - Rastreando os códigos de defeito

sexta-feira, 28 de setembro de 2012 0 comentários


:: Rastreando defeitos sem o scanner 

Alguns sistemas de injeção digital permitem o rastreamento dos códigos de defeito sem a necessidade do scanner, por meio de códigos de piscadas. 

Abaixo seguem os sistemas que permitem esse recurso: 

- Rochester Multec 700; 
- Delphi Multec EMS; 
- FIC EEC-IV; 
- Bosch Motronic M1.5.2 Turbo; 
- Bosch Motronic M1.5.4; 

Em todos os casos deve-se ter uma tabela com os códigos de defeito. 

Antes de iniciarmos o rastreamento dos códigos de defeito, primeiramente é necessário sabermos o formato e a localização do conector de diagnóstico, independentemente se for utilizar o scanner ou não. 

Segue abaixo o formato dos conectores mais comuns, encontrados nos automóveis. 

Acima são apresentados seis tipos de conectores. O número que precede a letra P (ex: 16P) é o número de pinos que o conector possui. Esses pinos poderão estar identificados por letras ou números. 

Abaixo segue o mapa de localização dos conectores. 



 :: Como trabalhar com o mapa 

Vamos ver um exemplo: O conector de diagnóstico utilizado no Fiat Tempra 16V é do tipo IV e fica localizado em H7 (coordenadas). Sendo assim, basta cruzar a letra com o número. O ponto deste cruzamento é a localização do conector. Neste caso, o conector fica localizado sob o porta-luvas do lado esquerdo.   

Tabela de localização dos conectores de diagnóstico 

Tabela 01



Tabela 02 







Tabela 03



















Tabela 04























* Tabela de janeiro de 1999 (dados Tecnomotor®)  


Obtendo os códigos 

Agora que você já tem condições de localizar o conector de diagnóstico iremos ver como obter os códigos de defeito dos sistemas que permitem esse processo sem a utilização do scanner.  

:: Linha GM - Rochester / Delphi Multec e Bosch Motronic 

Todo processo se inicia por um jumper nos terminais do conector de diagnóstico. Logicamente para cada tipo de conector há um processo diferente na ligação. 

Após feito o jumper, ao se ligar a chave de ignição, a lâmpada indicadora de anomalias no sistema de injeção localizada no painel de instrumentos começará a piscar. É justamente essas piscadas que iremos utilizar para descobrir qual o defeito gravado na memória RAM. 

As piscadas ocorrem numa sequência lógica que vale para todos os sistemas de injeção cuja unidade de comando permite esta estratégia. Segue abaixo um exemplo: 

PISCA  PISCA  PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 

Observe que ocorreram duas piscadas e uma pausa curta. Em seguida mais cinco piscadas e uma pausa longa. As duas piscadas antes da pausa curta representa a dezena e as cinco piscadas após a pausa curta representa a unidade. Sendo assim, obtivemos o código 25. 

Vamos a um outro exemplo: 

PISCA  PISCA  PISCA    PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 

Creio que agora você já saiba qual o código de defeito. Se você pensou 32 está correto. 

Cada código é repetido 3 vezes até passar para o próximo código. Sendo assim, se tivermos os códigos 25 e 32 gravados a sequência será: 

PISCA  PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 
PISCA  PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 
PISCA  PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 

PISCA  PISCA  PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 
PISCA  PISCA  PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 
PISCA  PISCA  PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 

PISCA  PISCA  PISCA    PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 
PISCA  PISCA  PISCA    PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 
PISCA  PISCA  PISCA    PAUSA CURTA - PISCA  PISCA  PAUSA LONGA 

Veja que a sequência de códigos foram: 12 - 12 - 12 - 25 - 25 -25 - 32 - 32 - 32 

Na linha GM o código 12 significa sem sinal de rotação. Como o motor vai estar parado no momento da verificação, esse código não é considerado defeito. Assim, caso o sistema não apresente nenhum defeito, somente o código 12 será apresentado. 

O sistema faz um looping, ou seja, assim que os códigos terminarem, volta a se repetir novamente. 

Obtendo o código de defeito por meio de um jumper 

Para se obter o código lampejante no sistema FIC EEC-IV de 2 dígitos utilizado nos veículos VW e FORD deve-se proceder da seguinte maneira: 

1- Faça um jumper nos terminais 48 e 46 do conector de diagnóstico (localiza-se próximo à bateria); 

2- Ligue um led em série com um resistor de 1Khoms e conecte o lado catodo do led no terminal 17 do conector de diagnóstico. A outra extremidade deve ser ligado ao borner positivo da bateria conforme mostra a figura abaixo: 



3- Ligue a chave na posição ignição (sem dar partida). O led irá piscar rapidamente e logo em seguida começará a emitir os códigos. Por exemplo, se o led der uma piscada longa e cinco curtas significa que há falhas na unidade de comando (código 15); 

Observação 1- Esse teste somente é válido para o modo estático (motor parado). 

Para se fazer os testes em modo dinâmico, utilize os seguintes procedimentos: 

1- Funcione o motor e espere aquecer à temperatura normal (normalmente após o segundo acionamento do eletro-ventilador do sistema de arrefecimento); 

2- Faça a ligação do led da mesma forma como foi feito anteriormente só que com o motor em funcionamento; 

3- Com isso, a unidade de comando fará a rotação do motor oscilar e o led irá piscar dando início ao teste dinâmico. Você deverá girar o volante de direção de batente a batente para que se possa capturar informações do interruptor de pressão da direção hidráulica, caso tenha; 

4- Provoque variações rápidas na rotação do motor; 

5- Compare o código de piscadas com a mesma tabela do teste estático. 

Observação 2- Não utilize uma lâmpada no lugar do led. Isso poderá causar problemas no sistema de injeção. 

Observação 3- Caso seja apresentado algum código diferente do 11 (sistema ok), apague a memória e funcione o motor, girando a direção de um lado ao outro e provocando acelerações bruscas no motor. Refaça novamente o teste estático e dinâmico. Caso o defeito persista, verifique o sistema indicado. 

Observação 4- Os códigos lampejantes são apenas orientativos de modo a facilitar o diagnóstico do defeito jamais conclusivos. 


Tabela de códigos do sistema FIC EEC-IV 

A seguir mostraremos os códigos de falha referentes ao sistema FIC EEC-IV com dois dígitos.

Cód  Descrição do código lampejante 
11     Sistema ok 
12     Corretor da marcha lenta não eleva a rotação durante o teste dinâmico 
13     Corretor da marcha lenta não reduz a rotação durante o teste dinâmico 
14     Falha no sensor de rotação e PMS (hall) 
15     Falha na unidade de comando 
18     Avanço da ignição fixo ou com o shorting-plug desconectado ou em aberto 
19     Sem tensão de referência (terminal 26) para os sensores de pressão e borboleta 
21     Temperatura do líquido de arrefecimento fora da faixa 
22     Pressão absoluta do coletor de admissão fora da faixa 
23     Posição da borboleta de aceleração fora da faixa 
24     Temperatura do ar admitido fora da faixa 
29     Falha no circuito do sensor de velocidade 
41     Falha no sinal da sonda lambda 
42     Sonda lambda indica mistura rica 
51     Temperatura do líquido de arrefecimento abaixo da faixa 
52     Circuito do interruptor de carga da direção hidráulica aberto ou não muda de estado 
53     Posição da borboleta de aceleração acima da faixa 
54     Temperatura do ar admitido abaixo da faixa 
55     Falha na alimentação da unidade de comando 
61     Temperatura do líquido de arrefecimento acima da faixa 
63     Posição da borboleta de aceleração abaixo da faixa 
64     Temperatura do ar admitido acima da faixa 
67     Condicionador de ar ligado durante o teste 
72     Depressão insuficiente durante a resposta dinâmica 
73     Aceleração insuficiente durante a resposta dinâmica 
77     Resposta dinâmica não executada ( passo 5 do procedimento de teste não realizado) 
85     Falha no circuito da eletroválvula de purga do canister 
87     Falha no circuito de acionamento da bomba de combustível 
95     Sinal da bomba de combustível ligada sem o comando da ECU 
96     Sinal da bomba de combustível desligada sem o comando da ECU 
98     Sistema de emergência


Veja Também

* O que você deve saber na hora de comprar ou vender um carro !

* Aprenda como perder o medo de dirigir !
* Aprenda como criar um site como este !
* Saiba o segredo de quem ganha a vida trabalhando na internet !


Compartilhe este artigo ! :

Postar um comentário

Use vocabulário adequado, respeite as opiniões contrárias as suas, esse espaço é para abrir discussões construtivas, para solucionar dúvidas e para compartilhar experiências, não será permitido ofensas, palavas de baixo calão ou qualquer tipo de descriminação ! Obrigado pela visita e volte sempre !